Alimentos que favorecem a queima de gordura

Alimentos que favorecem a queima de gorduraA região do abdômen é, sem dúvida, a parte mais crítica de nosso corpo. A gordura se acumula praticamente sem nos darmos conta, quebrando o equilíbrio da cintura. Diante desse problema muitos talvez se perguntem o que fazer.

Sedentarismo, hábitos de vida e alimentação incorretos podem fazer com que acumulemos gorduras no abdômen.

Por isso, comer alimentos nutritivos e saudáveis junto com a prática de atividade física são as principais maneiras de se queimar gordura durante todo o dia.

A suplementação também é muito importante para queima de gordura. Pois ela é como um complemento alimentar em suas refeições. Na hora de escolher um suplemento alimentar, opte pelos ricos em fibras e fontes de vitaminas e sais minerais. O Pro Burn X funciona e é uma ótima escolha.

Alimentos para queima de gordura

Ovo

Diversos estudos internacionais associam o consumo de ovo no café da manhã com a queima de gordura. Por isso, se você quer queimar gordura, comer ovo no café da manhã pode ser excelente.

O ovo também pode prevenir o câncer de mama e ele é o único alimento que contêm naturalmente a Vitamina D que promove a absorção de dois minerais, cálcio e fósforo e, em seguida, ajuda a depositá-los nos ossos e dentes para torná-los fortes e saudáveis.

Banana

A banana contém entre 75 e 130 calorias. É uma fruta cheia de potássio, cálcio, magnésio e vitaminas. É como uma bebida isotônica, porém em forma de alimento, um recurso ideal que não devemos deixar de escapar pelo menos uma vez por dia.

Abacate

O abacate é carregado de gorduras saudáveis, assim como o óleo de coco, a qual é necessário para o funcionamento do corpo. O abacate contém ácido oleico, um elemento que permite eliminar ou atrasar a sensação de fome. Além disso, contém fibra, que é adequada para quem quer um abdômen seco.

Tomate

O tomate atua como ótimo depurador para que a gordura não se acumule. Além disso, o tomate são uma grande fonte de antioxidantes e fitonutrientes, ambos associados na redução do risco de câncer. Embora os tomates estão sendo vinculado a vários tipos de prevenção do câncer, eles também tem efeitos sobre o câncer de próstata.

A vitamina C e licopeno são alguns dos nutrientes encontrados no tomate. Eles por sua vez são conhecidos por melhorar a saúde cardiovascular, adicionando oxigênio para a corrente sanguínea, melhorando o fluxo sanguíneo e a circulação e diminuindo os níveis de colesterol.

Espinafre

Com sua versatilidade faz o espinafre seja facilmente adaptável a saladas, pratos quentes, salgados, sopas, acompanhamentos ou ainda em vitaminas de frutas. O espinafre é rico em niacina e zinco, bem como proteínas, fibras, vitaminas A, C, E e K, tiamina, vitamina B6, ácido fólico, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, cobre, e manganês.

No geral, o espinafre ajuda na prevenção da diminuição da visão devido ser rico no antioxidante luteína. Esse mesmo antioxidante ajuda prevenir câncer de cólon. Esse nutriente também ajuda prevenir anemia, por ser rico em ácido fólico e ferro e ajuda a emagrecer, por ser pobre em calorias e rico em nutrientes essenciais para o organismo.

Benefícios do óleo de coco

Óleo de cocoExistem muitas informações controversas sobre óleo de coco. Ele é termogênico ou seja, auxilia o corpo a queimar calorias, aumentando portanto o metabolismo.

Isso porquê o coco é formado por ácidos graxos de cadeia média o que significa que ele não acumula no nosso corpo.

Quatro colheres de sopa por dia. Essa é a quantia média recomendada para o consumo do óleo de coco, uma gordura saturada, mas de origem vegetal. No entanto, verifica-se que a gordura saturada do óleo de coco, particularmente óleo de coco virgem, não é a mesma gordura saturada que existem em outros tipos de óleos.

Com certeza o óleo de coco deve estar em qualquer tipo de alimentação. Para saber quais alimentos não consumir clique aqui.

Seus benefícios

Antes de mais nada, assista abaixo o que o Dr. Rocha diz sobre o óleo de coco:

Um dos principais benefícios do óleo de coco é reduzir o colesterol, controlar o diabetes e ajuda a emagrecer. Ele permanece mais tempo no estômago do que um carboidrato o que aumenta a sensação de saciedade e o que faz você consumir menos calorias, afinal você sentirá menos fome.

Por ter rápida absorção e solubilidade, o óleo de coco também é amigo do intestino, pois seus componentes agem normalizando o trânsito intestinal. As ações benéficas para o intestino também valem no caso de o intestino solto, pois ele ajuda a eliminar bactérias perigosas e favorece o crescimento da flora intestinal saudável.

Óleo de coco para cabeloAlém disso, o óleo de coco previne a queda de cabelos em homens e mulheres, pois ele inibe a enzima 5 alfa redutase. Previne também tromboses, além de diminuir o colesterol total, LDL e aumenta o HDL que é o bom colesterol.

Consumir óleo de coco também pode ajudar a combater a doença, graças ao seu antiviral, antifúngica e propriedades antibacterianas. Se você está lutando contra qualquer tipo de vírus ou infecção, tente tomar o óleo de coco virgem.

Óleo de coco também pode ser utilizado para melhorar a saúde de seu couro cabeludo e cabelo. Uma maneira que ajuda é através do reforço das costas e reduzindo a perda de proteína durante a lavagem.

E por fim, o consumo de óleo de coco ajuda no fortalecimento do sistema imunológico. O motivo é porquê ele age no combate e na prevenção contra o ataque de bactérias e fungos que ameaçam a saúde e ainda melhora a absorção de nutrientes, reforçando as defesas do organismo.

Alimentos proibidos em qualquer alimentação

Manter uma alimentação saudável e equilibrada é indispensável para quem quer queimar gordura, mas uma das grandes dificuldades em manter uma dieta saudável é saber o que não comer para emagrecer.

A alimentação é responsável em proteger o nosso corpo contra várias doenças, um exemplo é a diabetes, pois uma má alimentação pode causar o descontrole da doença e as terríveis complicações da diabetes podem aparecer.

Alimentos proibidos

Existem alimentos que deveriam ser proibidos em qualquer dieta, seja ela para emagrecer, ganhar massa muscular ou o que seja. O melhor a fazer é evitar de comer esses alimentos que citarei nesse artigo.

Refrigerantes

RefrigerantesO refrigerante é a segunda bebida mais consumida do mundo, perdendo apenas para água. O refrigerante é uma bebida consideravelmente artificial. Tirando aquele gostinho de fruta, possui corantes, conservantes, grande quantidade de açúcares.

Não importa se você opta pelas versões light, diet ou zero, pois essas versões carregam vários adoçantes artificiais pra poder substituir o açúcar normal. Quanto mais adoçante ingerir, mais o seu organismo vai aumentar o seu apetite e ânsia de comer e beber. Light ou Diet não adianta nada.

Alimentos industrializados

Alimentos industrializadosOs alimentos industrializados estão presentes na mesa de quase todas as pessoas. Seu único trabalho é abrir a embalagem, pois eles são bem práticos, pois já vêm prontos ou semi-prontos. E para conseguir a praticidade e durabilidade dos produtos, os fabricantes se utilizam de milhares de aditivos químicos que não fazem bem à saúde de quem os consome com frequência.

O consumo em excesso de alimentos industrializados podem acarretar em várias doenças como diabetes, hipertensão, obesidade e até mesmo a calvície. Isso porquê eles acabam deixando sua alimentação desequilibrada o que pode causar deficiência de vários nutrientes, como falta de ferro, uma das principais causas da queda de cabelo.

No Programa de Reconstrução Capilar por exemplo, é mostrado isso – como melhorar a alimentação e como consumir a quantidade exata de ferro.

Dica extra → Se você sofre com a calvície, talvez Follixin funciona mesmo para você, pois ele fortalece o couro cabeludo e inibe a queda de cabelo. Mas para isso funcionar você deve manter uma alimentação equilibrada.

Salsicha

SalsichaUm alimento muito consumido no país, a salsicha faz parte da categoria dos alimentos embutidos que, literalmente, são os alimentos em que as tripas dos animais são limpas e enchidas com vários tipos de recheio.

Geralmente a salsicha é feita com carne de má qualidade e possui altos níveis de gordura e sódio, que comprometem não só o emagrecimento quanto à saúde como um todo se consumida em excesso. As salsichas vêm sendo apontadas como as grandes vilãs da alimentação moderna e seu consumo deve ser reduzido ao máximo possível.

Margarina

MargarinaA margarina é muito rica em gordura hidrogenada, e esse tipo de gordura não é reconhecido pelo organismo, e pode levar ao acúmulo de gordura localizada na barriga.

A indústria alimentícia adora as gorduras trans. É que os alimentos à base dessas gorduras e óleos hidrogenados possuem um prazo de validade muito maior. Elas se são o ingrediente principal da maioria das margarinas e também entram na composição de inúmeros alimentos industrializados.

No geral, o consumo em excesso de margarina pode elevar o colesterol ruim (LDL), baixar o colesterol bom (HDL), aumentar os níveis de uma substância geradora de doenças arteriais denominada lipoproteína e prejudicar a resposta imunológica.

Veja o que o Dr. Lair Ribeiro fala sobre a margarina:

Para melhores resultados, sugiro que faça um programa de emagrecimento online devido a “facilidade” e o conforto, pois boa parte desses programas utilizam o HIIT como exercícios principais.

Os treinos de HIIT podem ser feitos em qualquer ambiente e os mesmos não utilizam equipamentos, pois o exercício é feito pelo peso do seu próprio corpo.